Jesus – parte 10

Série: O EVANGELHO SEGUNDO JESUS / Temas: O tema central do Evangelho segundo Jesus / O conteúdo básico do Evangelho de Jesus.

Os padrões de caráter cristão que um discípulo de Jesus deve seguir, estão contidos no belo e profundo Sermão do Monte.

As Bem-Aventuranças (Mateus 5.1-12)

Jesus mostra um ponto de vista didático do Seu Evangelho, enfatizando o caráter cristão como a base do comportamento ético.
Bem-aventurado aqui vai muito além do que ser somente feliz. Ser feliz pode ser somente algo que a pessoa vive por um tempo determinado; já se ela for bem-aventurada, é porque seu estilo de vida é marcado pela pureza de seu caráter.

a) “Os humildes de espírito” no verso 3, possuem o Reino. Quem são esses humildes? São aqueles que não são sábios aos seus próprios olhos e reconhecem que são pecadores e por isso necessitados da graça de Deus sobre suas vidas.

b) “Os que choram” no verso 4 serão confortados. São os que sentem sua miséria espiritual e lamentam por sua culpa, além de terem um coração que deseja vivenciar uma libertação plena e radical.

c) “Os mansos” herdarão a terra, vemos no verso 5. São aqueles que suportam a injustiça, mas sem guardar ressentimentos e podem ser diferenciados por sua paciência, por irem contra o espírito de luta, revolta, contenda e vingança.

d) “Os que tem fome e sede de justiça” comentado no versículo 6, terão satisfação espiritual. Sãqo as pessoas que sentem o desejo de praticar somente o que reto aos olhos do Pai e viver no Seu justo caminho; esperam a justiça final de Jesus que vai prevalecer no coração de todos.

e) “Os misericordiosos” (verso 7) receberão misericórdia. São àqueles que se sentem estimulados a perdoar quem poderia fazer-lhes mal e sentem o sofrimento dos outros em sua própria pele.

f) “Os limpos de coração” terão a visão de Deus (versículo 8). São pessoas guiadas por princípios e motivos puros que possuem sensibilidade espiritual.

g) “Os pacificadores” que lemos no verso 9, serão declarados filhos de Deus, pois promovem a paz e pôe em prática a paz com todos em seu viver.

h) “Os que são perseguidos por causa da justiça” (versículos 10 a 12) terão o Reino como prêmio, pois foram determinados em sofrer por Cristo e Sua causa ao ponto de sentirem prazer nisso.

Floresça onde você foi plantado (Mateus 5.13-19)

Como um discípulo de Cristo deve viver em meio à uma sociedade que não segue os princípios cristãos? Jesus nos mostra nesses versos que Seus discípulos tem de influenciar e inspirar o ambiente em que vivem e não serem influenciados e inspirados por ele. O modo de viver de um genuíno cristão deve ser um tipo de modelo que outros desejem seguir, devemos fazer a diferença no mundo. Como?

a) Leia o verso 13. Temos a obrigação de preservar moralmente a sociedade. repare que o pronome “vós” enfatiza e abrange todos os seguidores de Cristo, enquanto o verbo “sois” está no tempo presente e indicar que já somos sal.

b) No verso 14 vemos que devemos orientar espiritualmente o meio em que vivemos, pois um discípulo cristão tem de ser luz para iluminar em meio á escuridão do mundo.

c) Na segunda parte do verso 14, vemos que uma das nossas missões é a de encarnarmos a Pessoa de Cristo, pois Jesus é a luz verdadeira que deve ser refletida através de nós diariamente.

d) Na primeira parte do versículo 16, vemos que temos de testemunhar o Evangelho em nossa vida pessoal, pois o mundo concebe suas opiniões naquilo que ele vê e não em discursos decorados.

e) E na segunda parte desse mesmo versículo vemos que temos de glorificar ao nome do Senhor, pois nesse caso aqui, as “boas obras” querem dizer “o que bom, formoso, atraente e elegante”.

RESUMO DA SÉRIE:

Os irmãos da igreja primitiva não eram conhecidos como crentes ou evangélicos como ocorre hoje, mas como discípulos. A crise de identidade da igreja atualmente se deve à ênfase do ‘Jesus o Salvador’ nas mensagens, esquecendo-se muitas vezes de pregar sobre ‘Jesus o Senhor’. A salvação é uma decisão definitiva que está relacionada diretamente com o Senhorio de Jesus e tem suas implicações contínuas e consequências eternas, que são: as portas larga e estreita; p caminho espaçoso e o estreito; as atitudes de lábios e de vida e os 2 tipos de alicerce: a areia e a rocha. Uma pregação genuinamente bíblica é capaz de produzir crentes verdadeiramente convertidos à Jesus, discípulos reais de Cristo e não apenas frequentadores de cultos; discípulos que são discipuladores comprometidos com uma visão missionária, não visando somente s pessoas restritas às 4 paredes do templo. O Reino de Deus é o domínio do Espírito na vida do cristão. Para tomarmos posse do Reino presente e espiritual é necessário submissão, crer e se arrepender, ser totalmente regenerado, demonstrar um alto nível de justiça e lealdade total ao Reino, sendo discípulos de Jesus.

(Autoria do resumo: Sílvia Mª Rizzuto Rosa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s