Viva a tua fé!

A fé quando colocada em ação sempre produz resultados. O ponto é que a fé não é como uma varinha mágica não, fé é o meio de construção de Deus em nosso espírito, ou seja, na medida em que vamos exercendo nossa fé, Deus vai construindo em nós Sua Verdade a fim de que experimentemos na prática as dimensões da Sua Própria Natureza Divina, e assim, com essa participação, temos poder pra vencer doenças, demônios, pecados, circunstâncias adversas….Por isso, jamais pare de exercer sua fé pois é por ela que Deus constrói dentro de nós o Seu Filho e vamos parecendo em todas as áreas, MENOS COM ADÃO E MAIS COM CRISTO., Então lembre-se: viver a fé é viver na construção diária do Espírito, passo a passo, preceito sobre preceito, regra sobre regra, um pouco aqui, um pouco ali, Ele vai se construindo em nós a fim de vivermos tudo que Jesus fez e conquistou pra nós na cruz do calvário.

VIVA A TUA FÉ!

Imagem

Seu servo e amigo no Evangelho,
Eber

Twitter: @eberouvirecrer

Anúncios

Discípulos de Jesus ou discípulos da ”igreja”? Faça o teste!

Imagem
Discípulos de Jesus são os que com Ele se identificam como Senhor, como Deus, como amigo e como Pai.
Eles entendem que Jesus veio implantar um Reino que não é “deste mundo”. Eles são capazes de servir e se doar sem um desejo escondido por ganância e promoção.Os discípulos de Jesus não servem só quando o Pastor está olhando. Eles muitas vezes, o fazem em secreto. Mesmo quando são “injustiçados” não proclamam sua causa publicamente. Sabem perdoar mesmo quando a ofensa é grande. Não manipulam passagens bíblicas para sustentar seus desejos maquiavélicos de grandeza e vingança. Não invejam ministérios e nem difamam por falta de argumentos.

Mesmo quando não concordam, sabem amar e separar o pessoal do social. Amam seus inimigos e não prometem retaliação. Discípulos de Jesus são a verdadeira Igreja que não conquistará a “política”, mas conquistará os corações. Esta igreja é perseguida, da mesma forma como os fariseus “religiosos” fizeram com Jesus. Esta, não é a maioria e está presente dentro e fora da Igreja Institucionalizada.

Já os discípulos da “Igreja” são constantemente vistos em brigas e dissensões dentro das suas comunidades da fé. Seu discurso de santidade só serve para o outro, pois sua fala não condiz com o comportamento marcado por inveja e fofoca. Adoram aparecer e se preciso for irão usar táticas carnais para derrubar aqueles que estão no caminho da sua promoção.

Usam o púlpito para indiretas e ofensas. Quando se levantam contra a Igreja de Jesus, geralmente não sucedem. Quando encontram pessoas de ponto de vista diferentes dos seus ou dos seus líderes, rotulam e dificilmente perdoam. Não sabem diferenciar a defesa do Evangelho do julgamento social.

O discurso de ganância é muito atraente para estes, pois seu coração se identifica com tais sentimentos. Eles querem mais desta terra mesmo que sua oferta seja a base da ganância. Usam Deus e seus “princípios” para decretar falência, derrota bem como benção e maldição. Enquanto os líderes desta Igreja enriquecem, o povo se distancia do Evangelho de Jesus.

Nesta Igreja os líderes são carismáticos, gananciosos e políticos (nem sempre politizados). Além disso, se auto declaram patriarcas, sacerdotes, apóstolos e vice representantes de Jesus. Não sabem, contudo que este Jesus deles já se apartou. Estes prevalecerão até que se cumpra a Escritura e a apostasia cresça (dentro da Igreja).

Faça o teste e veja onde você se encaixa!

(Fonte: Gospel +)

NÃO DEIXE A CONGREGAÇÃO

Imagem

NÃO DEIXE A CONGREGAÇÃO!!!

ESSE VERSO É UM DOS MAIS USADOS PELO SISTEMA PARA MANTER AS PESSOAS PRESAS A ELE.

“Não deixe a vossa congregação”? Congregar é reunir-se! NÃO É FREQUENTAR UMA INSTITUIÇÃO OU EMPRESA!!!! MAS Onde estiver dois ou mais, falando do evangelho ele estará. seja onde for.

JESUS EXCLUIU A NECESSIDADE DO TEMPLO E INSTITUIÇÕES NESSA PASSAGEM!!!
ESTANDO DOIS REUNIDOS NO NOME DELE, ESTÁ FEITO!!

AGORA, A REUNIÃO DOS APÓSTOLOS NADA TEM A VER COM A REUNIÃO DO SISTEMA RELIGIOSO ATUAL.

A congregação (Atos 2.42-47) bem como a nomeação de Pastores foi estabelecida para os iniciantes, meninos na fé, que estavam no leite, pois além de não terem a palavra por escrito, estavam sendo enganados conforme explica Paulo em (Ef. 4.11-14), essa congregação não era para sempre, era temporária, somente até que cheguem a fé viva, deixando assim o seu guia, para “ide e pregai” no mundo como Cristo fez com os apóstolos. Note que foi puramente contextual! A proposta de Cristo é que ninguém fosse mestre de ninguém, que as pessoas se reunissem em casas, ensinassem umas às outras conforme o dom de cada um e ninguém deveria ser nada nesse grupo, exceto de acordo com o dom da graça recebido. Foi assim que a Igreja viveu até o quarto século. De lá para cá se estabeleceu um modelo que o N.T. não conheceu e nem ensinou. Devemos ser nossos próprios pastores e sacerdotes, congregarmos (reunirmos) aonde estiver dois ou mais que seja na esquina, só de falar em Cristo já se abre uma Catedral em volta de Nós, não é necessário uma instituição religiosa para isso, seja o local que for!

RESUMO:
Congregar é reunir-se! Onde estiver dois ou mais, falando do Evangelho abre-se uma catedral ao redor, seja onde for! A congregação de Hebreus (ajuntamento de cristãos) não foi estabelecida para se frequentar o resto de sua vida e sim até se chegar na maturidade da fé depois é ide pregai, a congregação foi para os iniciantes, meninos na fé, quem estava no leite, foi assim até a instalação da palavra escrita, para que não fossem levados por qualquer vento de doutrina (Efésios 4.11-14/1Coríntios 3.1-23. Agora, para quem alcançou a plenitude da fé não há necessidade, o mandamento é ide e pregai, não é ficar se reunindo, escutando o que já sabemos, isso é religioso!

“É ide e pregai”, Marcos 16:15 não ficar no banco de igreja escutando conversa fiada, anunciar o Novo Testamento, pois aqueles que escreveram o N.T. mais propriedade ainda tem para ensinar! Liderança espiritual e congregação foram contextuais e específicas dada as circunstâncias da época. A orientação sempre foi pregar o Evangelho e não dar dinheiro para que outros preguem em seu lugar! Para quem tem a palavra escrita não se enquadra no conceito das Igrejas de Paulo, você não é mais menino na fé, não está mais no leite! Seja seu próprio pastor, seu próprio sacerdote! Em Cristo, aonde estiver dois ou mais, em seu nome, abre se uma catedral!

(Extraído de Ekklesia – Igreja de Cristo)