Discípulos de Quem?

Imagem

A pergunta que faço hoje é: Se somos cristãos, somos discípulos de Cristo, então por que  na maioria dos púlpitos do sistema denominacional  não é pregado o evangelho, a vida de Cristo, a humildade, o amor verdadeiro sem interesse? Por que não é pregado o perigo das riquezas (Mateus 19:24)? Por que não é pregado atos dos Apóstolos onde tudo era dividido igualmente e à ninguém faltava coisa alguma  (atos 2:44)?  E o  sofrimento e o desprendimento total de Paulo pelas coisas desse mundo?Assim como está escrito : “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1 Coríntios 11:1). Temos sido imitadores de Paulo ou de Cristo?

E mais ainda, por que não é pregado a Graça de Deus?

O que eu mais ouço são pregações sobre Moisés, Davi, Abraão, José e outros heróis da fé… o grande problema é que a mensagem é sempre a mesma: a vitória depois do deserto, o sucesso que veio depois do sofrimento, a riqueza depois da miséria…pregações onde o homem e suas necessidades são o centro de tudo!  Deus vai fazer,   Deus vai cumprir, Deus não esqueceu de você,  Deus vai te colocar em uma posição de honra (essa é boa… kkkkk…), Deus nunca fica devendo nada à ninguém…Oi? Deus devendo? Como assim? Enfim, um verdadeiro “festival de promessas” como diz a Rede Globo!

E as raríssimas vezes que é citado  a Nova Aliança é nesse mesmo contexto distorcido…outro dia eu ouvi o nosso querido irmão Caio Fabio dizendo que podemos citar o mesmo nome, mas se não citarmos exatamente o que essa pessoa  faz, o que ela pensa e quem é ela é apenas um nome qualquer, e é exatamente assim que estão pregando  hoje em dia, uma farsa, apenas um nome que se pode manipular, outro deus, outro jesus e não o Nome sobre todo nome, a Verdade que liberta, o Caminho que nos traz a salvação e a Vida em abundância espiritual, abundância de amor e de paz!

Se não pensamos e agimos dessa maneira:

“Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Marcos 8:36)

“Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou 
pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. (Mateus 6:25-34 )

“Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a ferrugem e as traças corroem, onde os ladrões furtam e roubam. Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furtam nem roubam. Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração. O olho é a luz do corpo. Se teu olho é são, todo o teu corpo será iluminado. Se teu olho estiver em mau estado, todo o teu corpo estará nas trevas. Se a luz que está em ti são trevas, quão espessas deverão ser as trevas!” (Mateus 6, 19-23).

A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo. (Tiago 1:27)

Devemos repensar nossos conceitos e discernir quem é o nosso verdadeiro mestre!
[Autoria de Carla Bichara; Extraído do blog: Eu quero uma Igreja orgânica]