Dia da Verdade

Posto aqui hoje 2 textos: na verdade, o primeiro é uma pequenina introdução que recebi do meu amado pastor e o texto que segue foi o que ele me enviou. Vale muito refletir sobre ambos.

Abraços em Cristo, até sábado, quando postarei sobre a páscoa.
Silvinha

Graça e paz!
Segue palavra que certamente vai te abençoar.

A Verdade de Deus nos transforma a cada dia… Pois na medida que nos expomos a Verdade, o Espírito Santo vai nos transformando a imagem dEle.

Amados… a Palavra de Deus nos exorta a sempre…
Falar a Verdade…
Viver em Verdade…
Viver a Verdade…
Praticar a Verdade…
Pois Ele é a Verdade e a Vida e nEle não se encontra nada que não seja Verdade.

Andemos pois na Luz, como Ele está na luz…

Semana abençoada e próspera!!!
Seu servo e amigo em Cristo
Pr Ronaldo

DIA DA MENTIRA

Há muitas explicações para o 1 de abril ter se transformado no Dia das Mentiras ou Dia dos Bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.

Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.

Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fool’s Day ou Dia dos Tolos, na Itália e na França ele é chamado respectivamente pesce d’aprile e poisson d’avril, o que significa literalmente “peixe de abril”.

No Brasil, o 1º de abril começou a ser difundido em Pernambuco, onde circulou “A Mentira”, um periódico de vida efêmera, lançado em 1º de abril de 1848, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. “A Mentira” saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.

Qualquer que tenha sido sua origem não é uma dia para se comemorar e muito menos se alegrar. E como se o diabo não pudesse comemorar seu aniversário então criaram um dia para homenagear sua filha: “Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira“. (Jo 8.44)

Precisamos, não apenas hoje mas em todos os nossos dias e com todas as nossa forças proclamar as VERDADES DE DEUS e tudo o que Ele já fez por nós em Cristo Jesus nosso Senhor e Salvador.

Viva 1º de Abril e todos os demais dias de sua vida anunciando…

João 1:1, 14 “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.”

Hebreus 2:17 “Pelo que convinha que em tudo fosse feito semelhante a seus irmãos, para se tornar um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas concernentes a Deus, a fim de fazer propiciação pelos pecados do povo.”

Hebreus 4:14-15 “Tendo, portanto, um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou os céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.”

Marcos 16:6 “Ele, porém, lhes disse: Não vos atemorizeis; buscais a Jesus, o nazareno, que foi crucificado; ele ressurgiu; não está aqui; eis o lugar onde o puseram.”

Colossenses 2:9 “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade.”

João 10:30 “Eu e o Pai somos um.”

Lucas 8:47-48 “Então, vendo a mulher que não passara despercebida, aproximou-se tremendo e, prostrando-se diante dele, declarou-lhe perante todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como fora imediatamente curada. Disse-lhe ele: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz.”

Filipenses 2:9-11 “Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.”

Mateus 4:17 “Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei- vos, porque é chegado o reino dos céus.”

Mateus 5:17 “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir.”

João 14:6 “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

João 11:25 “Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá.”

Mateus 4:23 “E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.”

Lucas 9:23 “Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me.”

Gálatas 2:20 “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.”

Filipenses 2:5 “Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus.”

João 1:12 “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus.”

1 Pedro 3:18 “Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas vivificado no espírito.”

Atos 4:10-12 “Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de JESUS CRISTO, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E EM NENHUM OUTRO HÁ SALVAÇÃO, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”

Anúncios

Uma resposta para “Dia da Verdade

  1. É uma analise bela, contudo incoerente e inconsistente, pois não esta de acordo com fatos e com a verdade. Na realidade o que se ironiza é a atitude em face da alteração ser pedida e feita pelo papa Gregório XIII, HOJE USADO EM TODOS PAÍSES OCIDEMTAIS(1582), logo sendo recusada pela Inglaterra e suas colônias e demais países protestantes que julgavam não ser lícita a iniciativa da mudança do calendário feita pelo catolicismo.
    Em suma não se festejava a mentira, e sim a tolice de parvos campônios FRANCOS isolados, ignaros interioranos e a postura sectária protestante que viveram por quase 200 anos a mentira, até 1752 concordassem da mesma forma COMO o fazes hoje, istos é se o articulista por indução ou auto-engano não for budista, muçulmano, judeu, hindu ou pagão Julianista, pois deve saber que existem países que não o aplicam como Israel, Irão, Índia, Bangladesh, Paquistão, Argélia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s