Jesus – partes 5 e 6

Série: O RELACIONAMENTO TRANSFORMADOR DE JESUS / Tema: O equilíbrio de Jesus;

Em Sua vida Jesus ensinou através de pregações fundamentadas em um profundo equilíbrio e bom senso. Em algumas passagens dos Evangelhos Ele demonstrou uma capacidade de ver as coisas como realmente são, em variadas situações, como por exemplo:

Lc 12.16-21 / Lc 14.28-30 / Mt 5.45 / Mt 24.43 / Mc 7.18/22

Em Seu modo de agir e ser Ele transmitia sensatez: Jo 8.59 / Jo 11.57 / Jo 12.36 / Jo 10.39 / Lc 4.30 / Jo 7.10 / Jo 4.1-3 / Mc 7.24 / Mc 8.13

Jesus não espiritualizava as coisas, pois as compreendia de forma clara e objetiva. Exemplos: Mt 5.24; 34; 39; 44 / Mt 24.27 / Mc 13.28 / Mt 13.22 / Jo 16.21 / Mt 6.19 / Lc 12.54-55

REFLEXÃO PRA SEMANA:

Como nos identificamos? Com bom senso e sabedoria ou como o néscio e estúpido de que fala o livro de Provérbios?

Agimos conforme nossos desejos e instintos naturais, sem ponderação e análise pela Palavra de Deus ou procuramos seguir a orientação de Efésios 5. 15-17?

15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16 Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. 17 Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.

 

Série: O RELACIONAMENTO TRANSFORMADOR DE JESUS / Tema: Jesus valorizava as pessoas acima das coisas;

Jesus tinha uma coração compassivo e generoso. Ouvia e acolhia a todos que o buscavam. Pra Ele, estar e atender as pessoas era tão importante que Ele deixava de comer e até dormir, como vemos em:  Mc 3.20 / Mc 6.31 / Mc 4.38

Jesus se preocupava bem mais com a alma do que com o físico das pessoas. Mc 8.2-3 / Jo 6.14 / Jo 2.11 As curas que Ele realizava eram pra mostrar isso também.

Ele operava milagres para que o lado espiritual das pessoas fosse despertado e pra mostrar Seu poder e autoridade vindos do Pai. Mt 4.4 / Lc 5.8

Tudo o que Ele fazia era com o intuito de que as pessoas acreditassem que Ele é o Filho de Deus.

REFLEXÃO PRA SEMANA:

Vamos refletir durante essa semana nos baseando nos exemplos de como Jesus valorizava mais as pessoas do que programas e estruturas eclesiásticas:

–> Lc 13.10-17: Ele estava ensinando quando viu a mulher curvada. Ele parou o estudo bíblico porque naquele momento, curar aquela mulher era o mais importante pra Ele. No verso 14 vemos a reação da religião organizada, que coloca as “coisas” (programas, regimentos, estatutos, dias especiais…) acima das pessoas. Esse tipo de imposição religiosa, transforma a igreja (templo) que deveria ser terapêutico em um fenômeno patológico, que gera posturas neuróticas e neurotizantes. Podemos identificar esse tipo de “doença” quando:

– coisinhas irrelevantes se tornam grandes questões teológicas;

– há preocupação demais com a aparência e as formas externas;

– a obsessão por decidir entre o certo e o errado é tanta que não se leva em conta as feridas que vão se abrindo na alma das pessoas;

– as convicções são fundamentadas em conceitos tradicionais e não na essência dos princípios bíblicos;

– se exalta uma espiritualidade exterior e orgulha-se dela, sendo apenas litúrgica.

–> Mc 10.13-16: Nos versos 1 ao 12 Jesus falava sobre o importante assunto do divórcio, quando foi interrompido nos versos seguintes por crianças. Os discípulos acharam aquilo um absurdo e chamaram a atenção da criançada. Mas no verso 14 vemos a reação de Jesus, que indignado com a postura dos discípulos, abençoou as crianças. Devemos relembrar que naquela época as crianças e as mulheres eram marginalizadas e é justamente esse tipo de pessoa que mais necessita de atenção.

–> Mc 5.25-34: Nos versos anteriores (21-24) vemos que Jesus tinha em sua agenda a programação de ir até a casa de Jairo para curar sua filha. Mas Jesus atrasou essa visita para atender a uma mulher que estava desesperançosa.

–> Lc 18.35-43: Ele interrompeu uma caminhada para socorrer um cego que até então, vivia à margem da sociedade. Após sua cura, esse homem não só recuperou a visão como teve sua vida toda transformada por causa daquele encontro com Cristo. Podemos aprender desta lição que:

– quantos Bartimeus não estão por aí afora esperando que levemos Jesus à eles para que se tornem seres humanos em todas as dimensões?

– não podemos continuar compactuando com as atuais estruturas eclesiáticas que criam obstáculos e empecilhos que impedem a Graça livre de Deus chegar e abundar na vida dessas pessoas!

(Fonte: Apostila ‘Teoria e Prática da Vida de Cristo’ – ITQ)

Anúncios

Uma resposta para “Jesus – partes 5 e 6

  1. Bom dia,
    Muito bem dita as palavras. Que você possa sempre a cada dia buscar calgar essa estrada com mais força e coragem em busca da excelência em Cristo Jesus.
    Que o Pai Celestial te abençoe.
    Luís Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s